Armadilhas do Inimigo

Esdras 4:2 – “Chegaram-se a Zorobabel e aos chefes dos pais, e disseram-lhes: Deixai-nos edificar convosco, porque, como vós, buscaremos a vosso Deus; como também já lhe sacrificamos desde os dias de Esar-Hadom, rei da Assíria, que nos fez subir aqui.”

Refletindo a palavra, podemos ver um alerta de Deus a observarmos as artimanhas do inimigo contra a Sua igreja. Os samaritanos alegavam adorar ao mesmo Deus que Zorobabel e os demais judeus. De um certo modo, isto era verdade; eles adoravam a Deus, mas também adoravam muitos outros deuses. Aos olhos de Deus, isto não é a verdadeira adoração – era pecado e rebelião. Na verdade, aquilo que você gosta muito, a ponto de tirar sua atenção do Senhor, pode ser uma espécie de adoração a outros ídolos. Segundo o dicionário, ídolo significa “Pessoa pela qual se tributam louvores excessivos ou que se ama apaixonadamente”, ou seja, não somente se curvar diante de estátuas, fazer orações a outros que não sejam o único Deus, mas também a TV, o celular, podem ser uma espécie de adoração. Quantas pessoas vemos usando celulares para atualizar WhatsApp ou Facebook durante os cultos? Quanto tempo você se dedica as redes sociais? Por acaso você dedica a mesma quantidade de tempo ao Senhor? Como já disse, não sou contra o uso das redes sociais, pois as uso para edificação da obra de Deus. Acredito que o povo de Deus tem dedicado tempo demais a elas e tem se esquecido de adorar àquele que merece todo nosso louvor e adoração. Para os samaritanos, Deus era apenas mais um ídolo acrescentado à sua coleção. O verdadeiro objetivo deles era desvirtuar o projeto do templo. Os crentes devem se precaver contra aqueles que reivindicam ser cristãos, mas cujas ações revelam claramente que estão usando o cristianismo para servir aos seus próprios interesses. Cuidado povo de Deus!

Que o nosso bom Deus continue nos abençoando sempre.

Com amor,

Refletindo a Palavra

Anúncios